Pular para o conteúdo
Início » Blog » Presente Escravidão – Volume 2: Da corrida do ouro em Minas Gerais até a chegada da corte de dom João ao Brasil

Presente Escravidão – Volume 2: Da corrida do ouro em Minas Gerais até a chegada da corte de dom João ao Brasil

Da editora

segundo volume da trilogia escravidãosegundo volume da trilogia escravidão

SOBRE A PESQUISA

6 anos de pesquisa6 anos de pesquisa

3 Continentes3 Continentes

12 países visitados12 países visitados

A pesquisa para escrever esta série de livros envolveu uma longa e fascinante jornada de seis anos, além de encontros com diversas paisagens, culturas, experiências e pessoas.

Laurentino Gomes viajou por países de 3 continentes diferentes durante o processo: África, América e Europa.

Ao todo foram 12 países visitados durante as pesquisas: 5 viagens a 8 países africanos (Cabo Verde, Senegal, Angola, Marrocos, Gana, Benim, Moçambique e África do Sul), além de Colômbia, Estados Unidos, Inglaterra e Portugal.

Festas e batuques negros: herança africana criticada e reprimida pelas autoridades coloniais.Festas e batuques negros: herança africana criticada e reprimida pelas autoridades coloniais.

Festas e batuques negros: herança africana criticada e reprimida pelas autoridades coloniais.

Danse Batuca, 1835, Johann Moritz Rugendas, 1835. The Picture Art Collection/Alamy Stock Photo/Fotoarena.

Negros se dirigem à igreja para um batismoNegros se dirigem à igreja para um batismo

Negros se dirigem à igreja para um batismo: a religião como instrumento de controle social sobre os escravos.

“Negresses allant a l’église, pour être baptisées”, Thierry Frères a partir de Jean-Baptiste Debret, Voyage pittoresque et historique au Brésil. Acervo da Fundação Biblioteca Nacional.

Lavagem de diamantes: o trabalho escravo sustentava a riqueza e a prosperidade do reinoLavagem de diamantes: o trabalho escravo sustentava a riqueza e a prosperidade do reino

Lavagem de diamantes: o trabalho escravo sustentava a riqueza e a prosperidade do reino.

Les laveurs de diamants, autor desconhecido, circa 1780/1850. akg-images/Fotoarena.

Escravos carregam canoas de uma monção no Rio TietêEscravos carregam canoas de uma monção no Rio Tietê

Escravos carregam canoas de uma monção no Rio Tietê: sertão adentro, rumo ao coração do Brasil.

Carga das canoas, Oscar Pereira da Silva, 1920. Acervo do Museu Paulista.

Festas e batuques negros: herança africana criticada e reprimida pelas autoridades coloniais.Festas e batuques negros: herança africana criticada e reprimida pelas autoridades coloniais.

Negros se dirigem à igreja para um batismoNegros se dirigem à igreja para um batismo

Lavagem de diamantes: o trabalho escravo sustentava a riqueza e a prosperidade do reinoLavagem de diamantes: o trabalho escravo sustentava a riqueza e a prosperidade do reino

Escravos carregam canoas de uma monção no Rio TietêEscravos carregam canoas de uma monção no Rio Tietê

CONHEÇA OUTRAS OBRAS DO AUTOR

Escravidão Escravidão

Livro 1808Livro 1808

Livro 1822Livro 1822

Livro 1822Livro 1822

Escravidão – Volume I

O primeiro volume da trilogia Escravidão. Do primeiro leilão de cativos em Portugal até a morte de Zumbi dos Palmares

1808

Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil.

1822

Como um homem sábio, uma princesa triste e um escocês louco por dinheiro ajudaram dom Pedro a criar o Brasil – um país que tinha tudo para dar errado.

1889

Como um imperador cansado, um marechal vaidoso e um professor injustiçado contribuíram para o fim da Monarquia e a Proclamação da República no Brasil.

Laurentino GomesLaurentino Gomes

Laurentino Gomes

Paranaense de Maringá e seis vezes ganhador do Prêmio Jabuti de Literatura, Laurentino Gomes é autor de 1808, obra sobre a fuga da corte portuguesa de dom João para o Rio de Janeiro (eleito o Melhor Ensaio de 2008 pela Academia Brasileira de Letras); 1822, sobre a Independência do Brasil; e 1889, sobre a Proclamação da República; além de O caminho do peregrino, em coautoria com Osmar Ludovico da Silva — todos publicados pela Globo Livros. Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná, com pós-graduação pela Universidade de São Paulo, é titular da cadeira de número 18 da Academia Paranaense de Letras.

Editora ‏ : ‎ Globo Livros; 1ª edição (10 junho 2021)
Idioma ‏ : ‎ Português
Capa comum ‏ : ‎ 512 páginas
ISBN-10 ‏ : ‎ 6555670398
ISBN-13 ‏ : ‎ 978-6555670394
Dimensões ‏ : ‎ 15.24 x 2.69 x 22.86 cm

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.