Pular para o conteúdo
Início » Blog » Presente Eu sou Malala: A história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo Talibã

Presente Eu sou Malala: A história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo Talibã

Da editora

Eu sou MalalaEu sou Malala

Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria.

Mas a recuperação milagrosa de Malala a levou em uma viagem extraordinária de um vale remoto no norte do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Aos dezesseis anos, ela se tornou um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o Prêmio Nobel da Paz. O livro acompanha a infância da garota no Paquistão, os primeiros anos de vida escolar, as asperezas da vida numa região marcada pela desigualdade social, as belezas do deserto e as trevas da vida sob o Talibã.

Livros MalalaLivros Malala

Eu sou Malala é a história de uma família exilada, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens. Escrito em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb, este livro é uma janela para a singularidade poderosa de uma menina cheia de brio e talento, mas também para um universo religioso e cultural cheio de interdições e particularidades, muitas vezes incompreendido pelo Ocidente.

A Companhia das Letras também publica: “Eu sou Malala: edição juvenil”, uma adaptação para os mais jovens, “Malala e seu lápis mágico”, uma narrativa para os pequenos leitores, além de “Malala, a menina que queria ir para a escola”, livro-reportagem infantil de Adriana Carranca.

Malala e ChristinaMalala e Christina

Sobre as autoras

MALALA YOUSAFZAI

Iniciou sua campanha pelo direito das meninas à educação aos dez anos. Usando um pseudônimo, escreveu para a BBC urdu contando como era a vida sob o domínio do Talibã. Em outubro de 2012, sofreu um ataque enquanto voltava da escola, mas sobreviveu e seguiu com sua campanha. Foi agraciada com inúmeros prêmios, entre eles o Nobel da paz, recebido em 2014. Hoje Malala vive na Inglaterra, e segue defendendo o acesso universal à educação por meio do Fundo Malala (malalafund.org).

CHRISTINA LAMB

É jornalista e correspondente no Paquistão e no Afeganistão desde 1987. Formada em Oxford e Harvard, é autora de cinco livros e vencedora de diversos prêmios.

Malala na Companhia das Letras Eu sou Malala (2013) Eu sou Malala: edição juvenil (2015) Malala e seu lápis mágico (2018) Longe de casa (2019) Malala: edição infantojuvenil (2020)

Editora ‏ : ‎ Companhia das Letras; 1ª edição (17 outubro 2013)
Idioma ‏ : ‎ Português
Capa comum ‏ : ‎ 360 páginas
ISBN-10 ‏ : ‎ 8535923438
ISBN-13 ‏ : ‎ 978-8535923438
Dimensões ‏ : ‎ 21 x 14.4 x 2.6 cm

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.